Aves no Paraíso

IMG_9676suldabahia_editadas

 

Criado em 1983, o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos é a primeira Unidade de Conservação marinha do Brasil. Com uma área de 91.255 hectares, está localizado no sul do litoral da Bahia e abrange o Recife de Timbebas, o Parcel dos Abrolhos e o Arquipélago dos Abrolhos – composto pelas ilhas Redonda, Siriba, Sueste, Guarita e Santa Bárbara(esta última sob jurisdição da Marinha do Brasil). Embora Abrolhos seja procurada nesta época do ano principalmente para observação de baleias-jubarte (Megaptera novaengliae), são nestas ilhas que mais de 30 espécies de aves encontram espaço, no meio do oceano, para as mais diversas atividades de seu ciclo de vida. Continuar lendo

O que um “Homem que plantava árvores” pode ensinar sobre Resiliência, Silêncio e Tempo

img_2528

Boa parte das notícias ambientais publicadas atualmente referem-se ao cenário global tenebroso que temos hoje: impacto das mudanças climáticas, extinção de espécies, aumento do desmatamento ou o desastre causado pelo lixo no mar, eventos causados principalmente pelo aumento desenfreado da população humana nos últimos cem anos. Após a leitura dessas informações, a sensação de impotência torna-se latente, e surge o entendimento de que para ocorrer uma mudança de cenário é necessário um batalhão de seres humanos unidos em torno de um ideal. Mas gostaria de apresentar o ponto de vista oposto, através da reflexão da fábula “O homem que plantava árvores“, escrito por Jean Giono. Continuar lendo