Meme: A Origem

 

IMG_3727Eles estão presentes em nosso dia-a-dia. Nos habituamos a criar, entender e compartilhar mensagens simples ou complexas através deles, atualmente associadas ao humor, crítica e ironia. O fato interessante é que a concepção do termo “meme” foi (e ainda é) objeto de estudos teóricos e complexos sobre nós, seres humanos.

Continuar lendo

O dilema do macaco nu

IMG_2811

Em seu leito de morte, Pierre Boulle, autor de “O planeta dos macacos” (1963), proferiu as seguintes palavras: “Não se esqueçam de mim” (presente na belíssima edição de 2015 da Aleph). Hoje fica óbvio que não nos esquecemos, embora uma parcela considerável da população não conheça o autor do livro que deu origem ao homônimo sucesso do cinema. Após a leitura do livro, senti a necessidade de colaborar com o pedido do autor e escrever minhas impressões sobre sua obra.

Continuar lendo

O que um “Homem que plantava árvores” pode ensinar sobre Resiliência, Silêncio e Tempo

img_2528

Boa parte das notícias ambientais publicadas atualmente referem-se ao cenário global tenebroso que temos hoje: impacto das mudanças climáticas, extinção de espécies, aumento do desmatamento ou o desastre causado pelo lixo no mar, eventos causados principalmente pelo aumento desenfreado da população humana nos últimos cem anos. Após a leitura dessas informações, a sensação de impotência torna-se latente, e surge o entendimento de que para ocorrer uma mudança de cenário é necessário um batalhão de seres humanos unidos em torno de um ideal. Mas gostaria de apresentar o ponto de vista oposto, através da reflexão da fábula “O homem que plantava árvores“, escrito por Jean Giono. Continuar lendo

Considerações sobre a humanidade através do olhar de um orangotango marxista e oprimido *

IMG_2523

Recentemente li uma história incrível, narrada por um orangotango darwinista-marxista e escrita por Marcelo Rubens Paiva. Durante sua jornada através do Departamento de Biologia de uma universidade e um pequeno e miserável zoológico no interior paulista, ele fez três considerações sobre e para nós, macacos nus: Continuar lendo